Economist: a verdade sobre o petróleo e a mudança do clima

A matéria de capa da Economist desta semana é dedicada ao crescimento da indústria de petróleo e gás no sentido contrário do que exige o combate à mudança do clima. A matéria diz que as mudanças climáticas estão difíceis de ignorar nos EUA, mencionando os incêndios na Califórnia, no ano passado, e a temperatura em Chicago, na semana passada, mais baixa do que alguns pontos de Marte. A matéria também fala de mudanças que estão ocorrendo nos mercados, com executivos de fundos de investimento pressionando empresas a se tornarem verdes, o megainvestidor Warren Buffet colocando bilhões em fontes limpas de energia e, só no ano passado, o fechamento de 20 minas de carvão. “No entanto, em meio ao clamor, há uma única e escancarada verdade. A demanda por petróleo está crescendo e a indústria fóssil, nos EUA e globalmente, está planejando investimentos de trilhões de dólares para atendê-la. Nenhuma empresa incorpora melhor esta estratégia do que a ExxonMobil, a gigante admirada por rivais e que os ambientalistas amam detestar (…) ela pretende extrair 25% mais petróleo e gás em 2025 do que em 2017. Se o restante da indústria conseguir crescer, mesmo que modestamente, a consequência para o clima pode ser desastrosa.”

 

Boletim ClimaInfo, 8 de fevereiro de 2019.