Boa notícia para a COP25

O fundo ativista de hedge TCI, de Christopher Hohn, traçou planos para punir diretores de empresas que não divulgam suas emissões de dióxido de carbono.
O TCI alertou a Airbus, a Moody’s, a Charter Communications e outras empresas para que melhorem a divulgação da poluição que produzem, ameaçando votar contra seus administradores e apelar aos proprietários dos ativos para que demitam gestores de fundos que insistirem em não ter transparência climática, de acordo com cartas obtidas pelo Financial Times.
Sir Christopher acusou a BlackRock, a maior gestora de ativos do mundo, de “greenwash” porque a empresa não exige divulgações de emissões.
“Investir em uma empresa que não divulga sua poluição é como investir em uma empresa que não divulga seu balanço patrimonial”, disse Sir Christopher, um dos gestores de fundos mais bem pagos do mundo. “Se os governos não forçarem a divulgação, então os investidores podem e devem forçá-los.”