Amazônia-1: INPE divulga primeiras imagens e diz que satélite está estabilizado

Amazônia-1

Ao que parece, não passou de um susto a dúvida sobre a situação do satélite brasileiro Amazônia-1, recém-lançado na órbita terrestre. Rastreadores de satélite nos EUA e na Itália tinham apontado que o equipamento poderia estar fora de controle, girando em torno de si mesmo, o que inviabilizaria seu uso para monitoramento da superfície do planeta. Segundo o diretor do INPE, Clezio Marcos de Nardin, “não há registro de qualquer intercorrência” com o satélite, o 1º totalmente desenvolvido e fabricado no Brasil depois de décadas de pesquisa e investimentos. O INPE também divulgou as primeiras imagens captadas pelo Amazônia-1.

De acordo com Nardin, o satélite passa por uma quase de qualificação, na qual todos os subsistemas do equipamento – como bateria, painéis e câmera – são testados pela equipe do INPE em São José dos Campos (SP). “Essa fase inicial leva até o dia 15 de março, aí teremos a primeira imagem definitiva, oficial do INPE”, completou.

No blog Mensageiro Sideral (Folha), Salvador Nogueira apurou que o satélite foi mesmo injetado em órbita com velocidade de rotação mais alta do que o esperado, mas isso já teria sido estabilizado. Agência Brasil, Gizmodo e O Globo também repercutiram essa notícia.

 

ClimaInfo, 5 de março de 2021.

Se você gostou dessa nota, clique aqui para receber em seu e-mail o boletim diário completo do ClimaInfo.

x (x)