Mineração na Amazônia colombiana é forte vetor de desmatamento

garimpo ilegal Amazônia

Entre 2001 e 2017, o garimpo ilegal de ouro desmatou cerca de 280.000 hectares na Amazônia colombiana. A isso se somam mais de 120.000 hectares desmatados pela exploração legal de carvão e ouro. O total representa quase 6% da perda da Floresta Amazônica naquele país.

Embora a contribuição pareça pequena, está crescendo vertiginosamente. A área desmatada por garimpo e mineração de ouro entre 2016-2018 aumentou 6 vezes em relação à média dos 15 anos anteriores. E a área desmatada pelo carvão aumentou 3,5 vezes no mesmo período de comparação.

Um trabalho publicado na Environmental Research Letters mostra que, nas áreas de mineração legalizadas, apenas 3% das concessões responderam por mais de 90% do desmatamento. Lá, como aqui, desmatar precisa de recursos e logística fora do alcance dos pequenos agricultores familiares e dos povos tradicionais.

 

ClimaInfo, 31 de maio de 2021.

Se você gostou dessa nota, clique aqui para receber em seu e-mail o boletim diário completo do ClimaInfo.