“Guardião da Floresta” Guajajara é assassinado

Guardião da Floresta

O Guardião da Floresta, Paulo Paulino Guajajara, foi assassinado na 6ª feira. Segundo o Greenpeace, “uma emboscada feita por madeireiros no interior da Terra Indígena Araribóia, região de Bom Jesus das Selvas, no Maranhão, entre as Aldeias Lagoa Comprida e Jenipapo, resultou no assassinato do indígena Paulo Paulino Guajajara, nesta sexta-feira (01/11). Segundo informações obtidas até este momento, o Guardião Laércio Guajajara também foi baleado durante o atentado e um madeireiro teria morrido.” A BBC, Mongabay e a Amazon Watch também deram a notícia.

Finados: A SOS Mata Atlântica organizou no sábado uma manifestação em São Paulo em memória às vítimas de crimes ambientais. O Globo falou com Malu Ribeiro, coordenadora da SOS: “Ao mesmo tempo que é um dos países com mais biodiversidade no mundo, o Brasil é o país que mais mata ativistas”, disse. “O assassinato do Guardião Guajajara é o mais recente exemplo disso. É por essas pessoas que nosso ato foi realizado, pela situação de desmonte de nossa política de meio ambiente e pela degradação ambiental cotidiana de nosso país. É um momento de urgência e precisamos da participação e do engajamento de todos nessa luta. É da vida de todos que estamos falando.”

 

ClimaInfo, 4 de novembro de 2019.

Se você gostou dessa nota, clique aqui para receber em seu e-mail o boletim diário completo do ClimaInfo.

x (x)