Com queda do desmatamento, Noruega doa mais US$ 50 milhões ao Fundo Amazônia

COP28 Brasil Noruega Fundo Amazônia
Øyvind Dahl / NICFI

Principal doador e um dos pioneiros do fundo, o país já havia dito no ano passado que retomaria doações, paralisadas desde a eleição do inominável.

A Noruega anunciou na 2ª feira (11/12) que vai doar mais US$ 50 milhões (cerca de R$ 245 milhões) ao Fundo Amazônia. O anúncio foi feito pelo ministro norueguês para o clima, Andreas Bjelland Eriksen, em um encontro celebrando os 15 anos do Fundo com a ministra brasileira do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, durante a COP 28.

Principal doadora do fundo, a Noruega já havia dito no ano passado que voltaria a fazer repasses, após a eleição do presidente Lula. Desde 2018, quando o inominável ganhou as eleições presidenciais, a Noruega não fazia doações, lembra o g1. E nesses quatro anos, a destruição da Floresta Amazônica disparou.

“Uma redução de 50% no desmatamento na Amazônia em 2023 é mais uma demonstração do governo do presidente Lula de que políticas fortes e determinadas estão dando resultados. Isso é importante para o Brasil, e para o mundo”, disse o ministro do Clima e Meio Ambiente da Noruega, Andreas Bjelland Eriksen, destaca o Valor.

Os recursos doados devem fomentar principalmente medidas de combate ao desmatamento e a promoção do desenvolvimento sustentável da região amazônica por meio do Fundo, que figura como o maior projeto de Redução de Emissões provenientes de Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+) do mundo, destaca o Broadcast. A nova doação também reforça o papel da Noruega na iniciativa, cuja contribuição foi pioneira e representa o maior montante, com mais de R$ 3 bilhões doados.

A nova doação da Noruega ao Fundo Amazônia foi noticiada também por Metrópoles, GZH e Exame.

 

ClimaInfo, 12 de dezembro de 2023.

Clique aqui para receber em seu e-mail a Newsletter diária completa do ClimaInfo.