Dois infográficos sobre a morte próxima do carvão

infográficos

O pessoal do Poder 360 aproveitou uma matéria feita no ano passado por Julia Fonteles para cravar, em dois infográficos, a queda das térmicas a carvão no mundo. O primeiro gráfico se foca no consumo do fóssil na China e compara o efeito do coronavírus neste começo de ano com a média dos cinco anos anteriores. Não só o consumo caiu pela metade, como ainda não voltou a aumentar, mesmo passado um mês do pico da epidemia por lá, que coincidiu com o Ano Novo chinês.

O segundo gráfico mostra o desaparecimento dos empregos no setor carvoeiro. Partindo do pico em 1985, quando o setor empregou 178 mil pessoas, o gráfico vem caindo até chegar aos atuais pouco mais de 50 mil empregos; uma queda de 70% nesses 40 anos.

A matéria ainda diz que a participação do carvão na matriz elétrica caiu de 48% em 2007 para 27% no ano passado, e conclui: “O carvão não consegue mais competir com o baixo preço do gás natural e das renováveis e nem mesmo Trump pode interferir na mão invisível do mercado”.

 

ClimaInfo, 9 de março de 2020.

Se você gostou dessa nota, clique aqui para receber em seu e-mail o boletim diário completo do ClimaInfo.

x (x)
x (x)
x (x)