Países europeus decidem eliminar carros a combustão até 2035

carros a combustão União Europeia
AFP/Arquivo

Os ministros do meio ambiente da União Europeia chegaram a um acordo para definir um prazo para o fim da produção e da comercialização de veículos novos com motores a combustão nos mercados europeus. Pela proposta, esse tipo de veículo terá sua venda proibida a partir de 2035. A ideia vinha sendo debatida dentro da UE no âmbito de seu pacote de medidas para impulsionar a transição energética e a redução de 55% de suas emissões de gases de efeito estufa até 2030 em relação a 2019.

A decisão representa um marco importante para a indústria automobilística global, já que define um cronograma para a adoção disseminada dos veículos elétricos nos países europeus, um mercado importante para o setor. Além disso, abre caminho para que outros países, como Estados Unidos e China, também se articulem para “aposentar” os carros a combustão de suas fábricas automotivas. 

“Tenho plena confiança de que a indústria automobilística europeia pode administrar [essa mudança]”, disse Frans Timmermans, vice-presidente executivo da Comissão Europeia para o Green Deal. “Nossos fabricantes de automóveis estão entre os líderes industriais da Europa e podem continuar sendo assim ao abraçarem essa mudança global”.

AFP, Associated Press, Bloomberg, Financial Times, Guardian e Valor, entre outros, repercutiram a notícia.

 

ClimaInfo, 30 de junho de 2022.

Clique aqui para receber em seu e-mail a Newsletter diária completa do ClimaInfo.