EUA: Trump faz mais promessas ao Big Oil e democratas abrem investigação sobre pedido de doação de US$ 1 bi

Trump Big Oil
Thomas Levinson/The Daily Beast

Mesmo com investigação sobre promessas de facilidades em troca de doação de campanha, o candidato republicado à presidência dos EUA segue cortejando o Big Oil. 

Os comitês de orçamento e finanças do Senado dos EUA anunciaram na semana passada mais uma investigação legislativa sobre as promessas feitas pelo ex-presidente Donald Trump, candidato republicado nas eleições de novembro, a executivos da indústria de combustíveis fósseis. De acordo com reportagens, Trump teria prometido o desmonte das políticas climáticas da gestão de Joe Biden em troca da doação de US$ 1 bilhão para sua campanha presidencial.

Chefiados pela bancada democrata no Senado, os dois comitês estão requisitando esclarecimentos por parte de executivos e representantes do setor que participaram de um jantar de arrecadação feito por Trump em sua casa-resort em Mar-a-Lago, na Flórida.

“Repetidas vezes, tanto Trump como a indústria de petróleo e gás dos EUA provaram que estão dispostos a vender os cidadãos norte-americanos para encher os seus próprios bolsos”, afirmaram os senadores Sheldon Whitehouse e Ron Wyden. “Enquanto Trump canaliza dinheiro de campanha para os seus negócios e utiliza-o como um fundo secreto para pagar seus honorários advocatícios, as grandes petrolíferas têm feito lobby agressivo para proteger e expandir seus lucros”.

Esta é a 2ª investigação no âmbito do Congresso dos EUA sobre o tête-à-tête negacionista entre Trump e o Big Oil. O líder democrata no Comitê de Supervisão e Responsabilidade da Câmara, deputado Jamie Raskin, também encaminhou um pedido de esclarecimentos aos participantes do encontro. A diferença é que, no Senado, os democratas são a maioria, o que dá à nova investigação mais poderes do que o inquérito na Câmara, Casa controlada pelos republicanos.

As investigações, no entanto, parecem não ter incomodado o ex-presidente Trump. Segundo o Washington Post, o candidato republicano realizou outro encontro de campanha com executivos de petróleo em Houston (Texas) na última 4ª feira (22/5), onde fez mais promessas de desmonte das políticas climáticas e de benefícios à indústria dos combustíveis fósseis.

Entre as novas promessas, Trump sinalizou “aprovações imediatas” para projetos de infraestrutura energética em um eventual primeiro dia de governo, como a exploração de óleo e gás no Refúgio Nacional de Vida Selvagem do Ártico (ANWR), no Alasca. Ele também voltou a pedir doações “generosas” para sua campanha, dessa vez sem citar valores. O Guardian também repercutiu a notícia.

A investigação contra Trump e o Big Oil no Senado dos EUA também foi destacada por Folha, Guardian e NY Times.

 

ClimaInfo, 28 de maio de 2024.

Clique aqui para receber em seu e-mail a Newsletter diária completa do ClimaInfo.